Pesquisa avalia os pombos em Santos

Pesquisa avalia os pombos em Santos

Para mapear a população de pombos em Santos, o médico veterinário Eduardo Ribeiro Filetti coordenará a partir de abril uma pesquisa envolvendo 29 pontos no Município, especialmente na orla da praia e na faixa portuária. Professor e pesquisador da Unisanta, Filetti será auxiliado por 80 alunos dos 2º e 3º anos da faculdade de Biologia da universidade. Conforme explicou o veterinário, o principal objetivo é definir o perfil coproparasitológico dos pombos, ou seja, constatar se as aves apresentam parasitas que possam oferecer riscos às pessoas. Além disso, o trabalho servirá para avaliar se, desde o primeiro levantamento feito em 1995, houve variação na população de pombos na Cidade, auxiliando a Administração Pública na definição de metas de controle ecológico. “O pombo sempre dividiu opiniões”, comentou Filetti. “Enquanto muitos munícipes reclamam da sujeira, sendo que alguns tomam atitudes radicais, utilizando visgo para prender a ave ou mesmo disparando tiros de chumbinho, outros a consideram símbolo da paz e oferecem alimento. Em meio a esse quadro, o pombo não possui predador natural, o que sugere que a população esteja se multiplicando em proporção geométrica”. Filetti detalhou que a pesquisa será por amostragem. Nos locais previamente definidos os estudantes farão a coleta de fezes para análise e utilizarão a técnica de bioestatística, para projetar a população de aves no Município. O trabalho em Santos deverá estar concluído num prazo de dois meses. Para o segundo semestre, o veterinário pretende ampliar o levantamento para outras Cidades da Baixada Santista. 3227-5770 / 9711-5545 Eduardo Filetti Estou à disposição Obrigado pela atenção

2018-05-07T10:46:25+00:00