Ele gosta muito dos animais. É o veterinário

Ele gosta muito dos animais. É o veterinário

Ele gosta muito dos animais. É o veterinário Hoje, 10 de agosto, é do Dia do Veterinário. Você sabe o que faz este profissional ? Ele cuida de animais doentes, faz cirurgias (se for preciso), previne doenças através de vacinas e orienta as pessoas sobre como cuidar do seu bichinho de estimação. Para o veterinário Eduardo Filetti, um bom profissional deve gostar muito de animais e ter muita resistência física para agüentar o ritmo do dia-dia (é um trabalho igual ao do médico de gente). Além do consultório, ele pode trabalhar na Inspeção Federal (fiscalizar e controlar produtos de origem animal), em zoológicos, fazendas, hípicas e outros lugares onde for preciso a sua ajuda. Você sabe como tratar do seu amiguinho ? Cuidar de cachorro e gato é tarefa que exige paciência, persistência e dedicação. Tanto um como o outro precisam ser ensinados desde pequenos. Por exemplo, eles devem aprender aonde podem fazer suas necessidades (o gato pode ser acostumado a usar uma caixa de papelão com grãos especiais – Mitzi e Pipicat – que transforma a urina e as fezes em pelotinhas fáceis de limpar). Não é recomendável gritar com eles. As ordens devem ser firmes e a voz bem séria. Estes bichinhos não podem tomar chuva e vento. O cachorro precisa tomar banho (a quantidade de banhos varia de raça para raça) sempre com sabonete ou xampu neutros. Se ele tem pêlo longo deve ser escovado todo dia. Se for curto, uma vez por semana. Ouvidos, olhos e dentes também devem ser limpos. Não use cotonete para limpar os ouvidos do cãozinho. Use um pedaço de algodão umedecido com solução anti-séptica pelo menos uma vez por semana. Os olhos podem ser limpos todos os dias e os dentes, três vezes por semana com uma escova infantil (não use pasta). Para combater as pulgas, o melhor jeito é usar talcos anti-pulga e produtos indicados pelo veterinário para colocar no banho. O cachorro necessita ter uma boa alimentação (arroz, carne, legumes, verduras ou ração). Não se deve dar doces ou bolachas. Criar gato exige muitos cuidados O gato também precisa se alimentar bem. Ele adora principalmente peixe, frango, carne bovina ou ração. Gosta muito de água (que deve ser filtrada) e leite (mas não se deve dar muito para os adultos, pois pode provocar desarranjo intestinal). Não se deve cortar as unhas do gato. Ele precisa estar sempre afiando as unhas e costuma estragar sofás e até cortinas. Para quem gosta de gato, o melhor é não se importar muito com os estragos. O banho pode ser dado um vez por mês, em dias bem quentes (a quantidade de banhos varia para cada raça). Não use produtos com inseticida, pois o gato está sempre se lambendo e pode se envenenar. Sua língua é uma das coisas mais interessantes: Áspera como uma lixa, ela é usada para escovar o pêlo. Qualquer sintoma diferente, como vômitos, febre ou diarréia que seu bichinho tenha, deve ser levado imediatamente ao veterinário. Barulhento e misterioso Siamês – Independente, misterioso e barulhento, esse gato detesta ficar sozinho. Tem as patas longas e ágeis e a cor do pelo varia muito, sendo mais escura no rosto e nas patas e mais clara no resto do corpo. Vive em média 16 anos. Vacinas O cão deve tomar as seguintes vacinas: sextupla aos dois, três e quatro meses e a anti-rábica aos quatro e 12 meses. Elas devem ser repetidas todos os anos. Já o gato precisa das vacinas contra raiva (aos quatro e cinco meses), rinotraqueite e panleucopenia (aos dois e três meses). Também repetidas anualmente. A gata abre a porta para passear na rua Cuidar de gato é mais fácil do que de cachorro. É o que afirmam os irmãos André, 19 anos, Luciano, 17, Carla, 13, e Thaís 9. Eles cuidam hoje de uma gata vira-lata de 5 anos, a Susie. Mas não é tão fácil assim cuidar dela: Susie adora ir para a rua. Sempre que pode, abre a porta da rua e foge para um passeio. Uma vez, contam os irmãos, ela resolveu sair de madrugada, abriu sozinha a porta e a deixou aberta. A sorte foi que um vizinho passava na hora e acordou a família. Já pensou se um ladrão aproveita a porta aberta e entra na casa ? Depois do susto, todos passaram a tomar mais cuidado com ela. Mas Susie é esperta. Com a carinha levada e os olhos misteriosos, ela parece sempre estar imaginando novas travessuras. Esperto e dócil, este é o vira lata O vira-lata é dócil, carinhos e, dificilmente, fica doente. Seu tamanho, a cor do pelo e o peso variam muito. Tanto o gato como o cachorro vira-lata são o resultado da mistura de várias raças. No cinema, o cachorro vira-lata mais famoso é o Vagabundo: esperto, inteligente e namorador, ele deixa a vida das ruas pelo amor da pedigree Lady e vivem felizes para sempre. Na vida real, o vira-latas (gato e cachorro) que vive na rua passa fome e frio, correndo perigo de ser atropelado. A Clínica Filetti aceita animais abandonados, trata deles e depois oferece a quem quiser adota-los. O endereço é rua Almirante Tamandaré, 273 e o telefone, 38-8925.

2018-05-14T10:28:28+00:00