Nem os gatos escapam da fúria de D. Telma

Nem os gatos escapam da fúria de D. Telma

Desta vez, temos a palavra de um médico e de uma leitora, e como fazemos toda semana, vamos transcrever suas impressões. Sobre os gatos do jardim da praia, ali colocados à época em que o sr. Oswaldo Justo era o prefeito, mas que d. Telma entendeu retira-los à força. São duas opiniões importantes que merecem a nossa atenção. Quem não tem muito respeito aos animais, como d. Telma de Souza, dificilmente também respeita o ser humano. Mas vejamos o que dizem os leitores: Gatos na praia Lendo a matéria sob o título “Captura de gatos nos jardins causa protesto”, publicada no dia 30 de julho, fiquei preocupado com a situação dos indefesos felinos. Esses animais estão sendo acusados de ser transmissores da larva migrans, na praia, portanto, sendo capturados e levados para o Setor de Apreensão de Animais, pela carrocinha. Um grupo de pessoas lideradas pelo sr. Fausto de Melo e pela sra. Yolanda Castaldeli, inconformados com essa captura, me pediram auxílio em minha clínica. Sensibilizando-me com esta causa, imediatamente forneci várias caixas de transporte e desocupei uma sala para abrigar os felinos, tendo que enviar um enfermeiro para ajudar no resgate dos gatos. Os funcionários deste setor não conseguiram capturá-los no próprio gatil. Será que os laçadores da Prefeitura só conseguem recolher os gatos na praia e não em um pequeno gatil ? Ou será que se recusavam a apanha-los em virtude da Imprensa, que estava presente, poder observar os métodos cruéis de como eram capturados ? Hoje, felizmente, esses gatos estão em minha clínica, protegidos. Foram submetidos a exames parasitológicos (método Hoffman e Willis Molay) e não apresentaram o verme causador da larva migrans (Ancylóstomo). Mais uma vez os gatos foram injustiçados, sendo vítimas de acusações indevidas. Portanto, antes de denegrir a imagem de um animal, o Serviço de Apreensão deveria executar todos os exames, para não incutir em erro prejudicial à vida dos seres vivos. – Dr. Eduardo Ribeiro Filetti, médico-veterinário e prof. universitário.

2018-05-14T11:04:56+00:00