Em noite de gala

Em noite de gala

Eduardo Filetti, presença constante nas rodas sociais.

Jornal da Orla Fevereiro de 2007 Clara Monforte Fotos: Marcelo Borges

Após comemorarmos 25 anos sem Elis Regina e celebrarmos os 80 que faria Tom Jobim, a cantora Maysa recebe uma justa homenagem no mês em que completa 30 anos de sua morte – a biografia “Maysa: só numa multidão de amores”(Ed. Globo), do jornalista Lira Neto. O autor passou dois anos pesquisando no arquivo pessoal da cantora, entre diários íntimos, cartas, bilhetes, fotografias e 100 mil recortes de jornais e revistas nacionais e internacionais. Sua dependência química ao álcool, as internaçõoes em clínicas de desintoxicação, as tentativas de suicídio, os inúmeros casos amorosos cicidos pela cantora, tudo é tratado com muita transparência na obra. aliás o autor enfatiza o fato de não ser compreensível cantar tão bem, com o vício do alcoolismo tão acentuado.

“Aquele que não sabe aproveitar a sorte quando ela vem não deve se queixar quando ela passa” (Miguel de Cervantes).

2018-01-19T11:21:19+00:00