Clínica Veterinária Filetti
Atendimento Emergência 24hrs na Baixada Santista 997 115 545
R. Alm. Tamandaré, 275 - Embaré • Santos • São Paulo
(13) 3227-5770 / 3227-5771 • filetti@filetti.com.br
 
 

Artigos
 VER TODOS OS ARTIGOS 

Lixo na areia leva pombos para praia de Maresias
Out 12, 2016 Segundo o veterinário e especialista em pombos, Eduardo Ribeiro Filleti, São Sebastião por ser uma cidade portuária acaba atraindo as aves para região.
CURSOS 12-10-2016
(Fotos: Rafael César)
Pombos transitando entre as pessoas na Praia de Maresias.


Entrevista do Dr. Eduardo Filetti para Jornal de São Sebastião - Jornalista Rafael César Figueiredo Barros

A ave que simboliza a paz possui outro significado além desse: os pombos quando começam a surgir em cidades e nas praias, como é o caso de Maresias - Costa Sul de São Sebastião - podem ter sido atraídos pelos restos de comidas e sujeira deixados na areia.

Com um ambiente favorável para proliferação, os pombos aparecem cada vez mais no bairro e se tornam motivo de preocupação ambiental e saúde pública para moradores e turistas.

Assim como fezes humanas, de cães e gatos, as fezes das aves podem causar conjuntivites, otites e dermatites caso entre em contato com os olhos, ouvidos e pele, respectivamente. No entanto, são facilmente curadas com tratamento correto.

Segundo o veterinário Eduardo Ribeiro Filleti, o maior problema são as fezes secas, pois podem conter fungos de difícil diagnóstico, causando doenças graves, como Pneumonia, a Histoplasmose e a Criptococos.

O veterinário informa, que para se pegar Toxoplasmose é necessário comer carne mal passada, de uma ave contaminada. Ele diz que a cultura culinária brasileira não tem no cardápio a ave, portanto, pelo menos dessa doença os brasileiros estão imunes.

O especialista no assunto já realizou pesquisas e estudos em Santos, São Vicente e Guarujá, constatou que Santos tinha 200 mil pombos, em 2012. Segundo ele, a urbanização provocou o sumiço dos predadores de pombos, e com isso, a cadeia ecológica foi quebrada.

"Os dois principais predadores de pombos são o falcão e o gavião. Eles se abrigam nas matas e não nas cidades. São Sebastião cresceu e seus bairros também. Muitos pontos de mata virgem viraram áreas cimentadas. Os motivos da população de pombos crescer são a falta de predadores, o derramamento de grãos, pessoas que os alimentam e os lixos mal condicionados", explicou Filleti.

Ele conta ainda que os pombos são animais monogâmicos, ou seja, que só cruzam com a mesma fêmea ou macho durante a vida toda, podendo arrumar outros parceiros, ou não, apenas após a morte de um deles.

Segundo o veterinário, mesmo só tendo um parceiro, os pombos se reproduzem várias vezes no ano e a fêmea costuma ter inúmeros ovos de uma vez, isso acaba refletindo na expansão da população da ave. "Com todos esses fatores era inevitável a vinda dessas aves para as cidades praianas".

Segundo Filleti, para se pegar Toxoplasmose é necessário comer carne mal passada, de uma ave contaminada.


Para o ambulante Thiago Augusto, 35 anos, as aves são ratos com asas e começaram a aparecer com mais frequência a partir dos últimos cinco anos. O ambulante, que trabalha na entrada 10 da praia, diz que as pessoas costumam deixar restos de comidas na areia e essas sobras atraem os animais.

"O pessoal não costuma alimentá-los, mas eles sempre ficam ciscando próximo das pessoas que estão na praia. Aqui no acesso 10, os pombos não aparecem em grupos grandes, no entanto, da primeira entrada até a sétima o número é enorme. Sempre deixo o espaço onde trabalho limpo para evitar a presença dessas aves", completou o ambulante, que trabalha há 12 anos na praia.

Na concepção da Mestre em Biologia, Andreia Cristina Barbosa de Oliveira, a sociedade civil e os políticos da região deveriam se conscientizar para controlar a população de pombos em toda São Sebastião.

"A nova gestão falou bastante sobre nossa cidade ser turística e deve se atentar para esse problema que vivemos. Moro em Barequeçaba, sempre vejo pombos ao lado de quiosques, além de existir um ninho deles em cima da minha casa. Os pombos representam sujeira. Quando eles começam a surgir quer dizer que algo está errado", acrescentou a bióloga.

A bióloga explica que o pombo é uma espécie de ave invasora, pois ela é natural da Europa e veio parar no Brasil através das grandes embarcações que vinham na época da colonização.

Andreia relata que sempre vê pessoas brincando e alimentando os pombos em diversos locais e alerta que campanhas deveriam ser feitas para evitar este tipo de comportamento.

"O pombo é uma espécie cosmopolita, ou seja, ela está em toda parte do mundo, nos quatro continentes. Apesar de ser um animal bonito, os pombos são pragas urbanas e trazem muitos problemas para os humanos. Em Ribeirão Preto (interior do Estado de São Paulo), na Praça da Catedral, a quantidade de pombos era tão grande que atrapalhava a passagem de pessoas no local. A ideia que eles tiveram para controlar o número de pombos foi trazer um gavião", salientou


Centenas de pegadas de pombos espalhadas pela areia da praia de Maresias.


Doença de humanos

O veterinário, Filleti, que também é professor na UNISANTA, realizou pesquisas no período de fevereiro de 2015 até Janeiro de 2016 com pombos de Santos e São Vicente, em 133 pontos diferentes das cidades, e constatou que as aves, pela sua proximidade com os humanos, estão se contaminando com doenças humanas.

De acordo com as novas pesquisas do professor e pesquisador, Santos tem 230 mil pombos e São Vicente 190 mil aves. A pesquisa foi feita com a ajuda dos alunos de Ciências Biológicas, que conseguiram detectar a presença de protozoários e helmintos que não haviam sido encontrados nas excretas dos pombos em pesquisas anteriores, evidenciando que estas aves podem disseminar agentes patógenos ao homem.

Com isso, os pombos podem transmitir novas doenças para os humanos. Protozoários comuns ao homem também foram encontrados durante as análises, entre eles, o Chilomastix sp; a Giardia sp, muito comum em verduras e frutas mal lavadas, além do Crytosporidium spp.

Também foram detectados helmintos como o Ascaris Lumbricoides, a bactéria causadora da Salmonelose e o nematoide Ancylostoma duodenale, parasita comum em fezes de cães e gatos não vermifugados.

"As pessoas que possuem uma baixa resistência do organismo, caso entre em contato com os pombos e as fezes deles poderão desenvolver essas doenças. A liberação destes organismos no meio ambiente pode contaminar a água, alimentos, praças, cemitérios, jardins e outros espaços públicos e privados, já que os pombos podem liberar este material contaminado sobre grãos, verduras, legumes e frutas armazenadas, disseminando as bactérias", falou Filleti.

O animal que simboliza a paz e foi usado durante a Segunda e Primeira Guerra Mundial, como um recurso de comunicação alternativo, nos dias de hoje é considerado uma praga. Apesar disso, o veterinário ainda defende as aves.

"Os pombos estão aqui antes de todos nós, não podemos simplesmente matá-los. A solução seria diminuir a fonte de alimentação na área portuária, cuidar melhor do lixo produzido na cidade, fazer pombais alvos, nos quais haveria substituição dos ovos, e dar alimentação com anticoncepcionais, o que poderia reduzir em 53% a reprodução destas aves, sem causar nenhum prejuízo ou sofrimento para elas. As aves são protegidas pelo IBAMA", alerta o veterinário.

Filleti pretende ampliar seus estudos sobre pombos para mais cidades, como Cubatão, Bertioga e Peruíbe. O pesquisador não descarta a possibilidade de produzir essas pesquisas em São Sebastião algum dia, apesar das dificuldades logísticas.

O lixo é um dos maiores atrativos para a ave que transmite pneumonia.






 
► Leia no Foca na Web


 



 
  Início
Vídeo
Download
Fale Conosco
Cadastro
  Institucional
  Artigos
Filetti News
Fotos
Saiu na Mídia
 
 
.:: • © Copyright 2003 - 2017, Clínica Veterinária Filetti / Bouticão ® • Santos • São Paulo • (13) 3227-5770 / 3227-5771 • filetti@filetti.com.br • http://www.filetti.com.br
R. Almirante Tamandaré, 271/273 • Embaré • (13) 997 115 545 •
.::
.:: • PORTALWEB 5.0 ® • WCMS Web Content Management Systems • Development for Santos Digital ™ Global Strategy