Clínica Veterinária Filetti
Atendimento Emergência 24hrs na Baixada Santista 997 115 545
R. Alm. Tamandaré, 275 - Embaré • Santos • São Paulo
(13) 3227-5770 / 3227-5771 • filetti@filetti.com.br
 
 

Artigos
 VER TODOS OS ARTIGOS 

Filhotes
Fonte: Petfriends Mundo Veterinário
CLÍNICA --0
Dr. Eduardo Ribeiro Filetti Veterinário

Como Escolher
 
Na hora de escolher um filhote e levá-lo para casa é ideal que ele tenha de 45 à 65 dias de vida, ou seja de 02 até 03 meses. Assim o filhote já fez o desmame e você então poderá alimentá-lo em sua casa e provavelmente ele vai chorar menos a falta da mãe. Não tenha pressa em levar seu filhote antes do período ideal, o leite materno é fundamental para o seu crescimento.
 
Primeiros Cuidados
 
Para saber se o filhote está saudável aqui vão algumas dicas:
 

- nos olhos, se houver muita secreção de cor amarela, pode ser um indicativo de verminose
- mucosas muito pálidas podem ser sinal de anemia
- pêlo feio, com pulgas ou carrapatos, significam que o filhote não está sendo bem tratado
- barriga ou abdômen muito inchado é um indicativo de vermes

Sendo assim um bom aspecto de saúde do filhote é ter olhos sem secreção, pêlo bonito sem parasitas, mucosas bem vermelhas e abdômen normal, sem inchaço. Um bom local, sem vento e chuva, uma boa alimentação, carne balanceada ou uma ração de boa qualidade para filhotes e água fresca disponível. Estes são basicamente os primeiros cuidados.
 
Higiene
 
Filhotes em idade tenra não devem tomar banhos.

Você pode comprar uma loção desodorante para higienizá-lo, ou fazer a sua própria loção. Misture água, vinagre e álcool em quantidades iguais e passe pelo corpo do filhote com um algodão 01 vez ao dia. 15 cravos da índia num vidrinho com álcool descansando por três dias, limpe o corpo e os ouvidos do animal com auxílio de algodão. Ele vai ficar cheiroso com uma opção econômica.
 
Vacinação
 

- Filhotes de cães: 04 doses de V8 (protegem contra oito doenças) + Raiva
- Filhotes de gato: 04 doses de V4 (protegem contra quatro doenças) + Raiva
- 1ª Dose: de 45 à 60 dias de vida
Cães e gatos adultos: anualmente 01 Dose + Raiva + Lepstospirose semestral.
Vermifugação: a partir de 20 dias de vida

Primeiro Passeio
 
A idade ideal para o primeiro passeio é quando o animal estiver totalmente vacinado, ou seja, todas as 04 doses e a vacina contra Raiva. Se o filhote começou a vacinação no período correto com 05 meses já pode passear, com exceção para as raças doberman e Rottweiler, que detém maior propensão para a parvovirose, sendo o período de vacinação mais extenso.
 
Leishamaniose
 
É uma zoonose causada por um protozoário, que acomete o homem e várias espécies animais: equídeos, gatos (raramente), animais silvestres e principalmente os cães. A Leishmaniose é transmitida pôr pequenos insetos que desovam em matéria orgânica úmida e se utilizam do sangue destas espécies citadas como fonte de alimentação.

Esses insetos são conhecidos pôr diferentes nomes populares, principalmente "mosquito-palha". A espécie canina aparece como principal hospedeira pelos seguintes fatores: o - convívio muito próximo do cão com o homem, atraindo assim o mosquito e facilitando a contaminação a alta densidade populacional aliada a susceptibilidade que apresentam várias espécies de Leishamia elevada proporção de infecções inaparentes.
 
O tratamento no cão tem se mostrado pouco eficiente, pois os sintomas podem desaparecer diante dos medicamentos ministrados, porém temporariamente, pois na realidade não existe cura parasitológica, continuando assim o animal a abrigar o protozoário na pele e vísceras. Tornando possível ainda a propagação da doença. É muito importante um diagnóstico laboratorial preciso, pois os cães que se apresentam soro positivos devem ser sacrificados. Já no ser humano a cura vai depender de uma bem desenvolvida resposta imune celular. No momento do diagnóstico positivo do cão, o profissional várias vezes vai se deparar com um animal aparentemente saudável, tornando difícil para os familiares compreender a gravidade do caso. O médico veterinário deve estar preparado para confortar, esclarecer e tomar as providências para o bem da saúde pública. Os sintomas no cão aparecem como escamações cutâneas, nódulos (úlceras no focinho, orelha e extremidades), conjuntivite, febre hepática e crescimento exagerado das unhas (onicogrifose). Invariavelmente, nos estágios terminais (hepato esplenomegalia, anemia, fezes sanguinolentas) o quadro evolui para morte. Nas áreas de incidência do mosquito que transmite a Leishmaniose, o controle poderá ser realizado através de medidas como: telas para evitar a entrada dos mosquitos, repelentes, inseticidas, higiene em locais públicos ou residenciais (terrenos, quintais etc.), além do diagnóstico precoce para cães e tratamento adequado nos casos humanos.
 
"Consulte sempre um médico veterinário"
 






 


 



 
  Início
Vídeo
Download
Fale Conosco
Cadastro
  Institucional
  Artigos
Filetti News
Fotos
Saiu na Mídia
 
 
.:: • © Copyright 2003 - 2017, Clínica Veterinária Filetti / Bouticão ® • Santos • São Paulo • (13) 3227-5770 / 3227-5771 • filetti@filetti.com.br • http://www.filetti.com.br
R. Almirante Tamandaré, 271/273 • Embaré • (13) 997 115 545 •
.::
.:: • PORTALWEB 5.0 ® • WCMS Web Content Management Systems • Development for Santos Digital ™ Global Strategy