Animais também sofrem os efeitos da poluição

Animais também sofrem os efeitos da poluição

Você sabia que assim como a população humana, os animais também podem ter problemas devido à poluição? Os cães e gatos quando em contato com agentes poluidores geralmente existentes nos grandes centros, podem apresentar conjuntivite, que se caracteriza pelo lacrimejamento constante, dificuldade de abrir totalmente as pálpebras e até ardor e purido. O animal pode coçar os olhos com as patas e muitas vezes ocasionar ferimentos graves, podendo causar a uma úlcera de córnea que, se não tratada adequadamente, poderá leva-lo à cegueira. A poluição do ar pode causar sérios problemas respiratórios como rinite e traqueo bronquite nos gatos, cães e aves. Devemos evitar que animais domésticos fiquem em ambientes fechados onde existam pessoas fumando ou cinzeiros sujos. O uso de certos desinfetantes domésticos que deixam cheiro forte no ambiente poderá ocasionar transtornos respiratórios e cutâneos nos animais. Vale ressaltar que o cão é um farejador por natureza e, respirando perto do chão, é muito suscetível a males respiratórios causados por inalação dessas substâncias. “Sprays” (inseticidas, odorizantes, etc…) também são contra-indicados pelos danos que causam aos animais domésticos. Como vimos, os problemas causados pela poluição, geralmente são: respiratórios, oculares, cutâneos e até circulatórios. O ideal é mantermos os animais longe de qualquer espécie de poluição, evitar o uso de certos desinfetantes e levá-los a passear onde exista ar puro. Publicação: Espaço Aberto – Domingo – 02 a 08/06/1989 – Página 03 – por Eduardo Ribeiro Filetti e Celso Ribeiro Filetti

2018-04-26T14:44:45+00:00