A giardíase pode causar a morte de animais se não receber tratamento adequado

A giardíase pode causar a morte de animais se não receber tratamento adequado

Vômito, diarreia e fraqueza. Estes sintomas são típicos de giardíase, doença causada pela – contaminação do protozoário giárdia e que pode levar cães e gatos à morte se não for tratada corretamente.

Considerada uma zoonose (doença que pode ser transmitida para humanos), a giardíase, segundo o veterinário Eduardo Ribeiro Filetti, é a doença intestinal mais comum em cães e gatos. “O problema tem alta prevalência nestes animais, especialmente em filhotes, mas bovinos, suínos e eqüinos também pode ser contaminados”.

Por ser resistente à água, o ciclo do protozoário dura entre 7 e 14 dias, período em que ele se desprende das fezes (o maior meio de contaminação) e entra em contato com a água que, se não for tratada, transmite o verme para aqueles que ingerirem. Alimentos e ambientes mal higienizados também são outras fontes de contaminação.

De acordo com Filetti, o tempo de incubação é estimado em até nove dias após o contato com o protozoário, mas podem ocorrer variações. “O mais comum é ver os sintomas no início, mas o período de observação mais preciso é do 5º ao 20º dia. Nos filhotes, as manifestações aparecem com frequência. No entanto, em um animal adulto, podem ocorrer sintomas clínicos esporadicamente”, diz.

Em razão desta variação nos cães e gatos adultos, o veterinário ressalta a importância de os donos ficarem atentos a qualquer sinal de mudança nos hábitos dos animais. “Esta atenção redobrada se deve não só pela saúde do bicho, mas também ao cuidado com a saúde das pessoas que convivem com ele”.

2018-06-05T09:12:21+00:00