Trabalho com pombos da UNISANTA com o médico veterinário Eduardo R. Filetti é destaque no site da Prefeitura Municipal de São Vicente

Trabalho com pombos da UNISANTA com o médico veterinário Eduardo R. Filetti é destaque no site da Prefeitura Municipal de São Vicente

São Vicente é uma das cidades em que estudo é realizado

À primeira vista, eles parecem fofos e inofensivos. Mas, a verdade é que representam perigo à saúde pública. Trata-se dos pombos, ou melhor, da superpopulação deles, que podem trazer problemas como toxoplasmose, dermatológicos e reações alérgicas. O médico veterinário Eduardo Filetti comanda, pela terceira vez, um estudo sobre essas aves. São Vicente e Santos são as cidades pesquisadas.

Na última vez em que a pesquisa foi feita, em 2007, Filetti e sua equipe constataram que havia um pombo para cada 2,6 moradores. Três fatores são considerados determinantes para a superpopulação: a não existência dos predadores naturais (gaviões) na região; a abundância de oferta de alimentos, principalmente no cais do porto e na orla da praia; e a cultura das pessoas de alimentar essas aves.

A pesquisa acontece desde fevereiro e prosseguirá até novembro deste ano. Aproximadamente 60 pontos no Município serão estudados, onde serão analisados o comportamento dos pombos e sua reação ao meio em que vivem, média reprodutiva, quais são os alimentos preferidos, entre outros aspectos do dia-a-dia destes animais.

Em São Vicente, a Secretaria da Saúde (Sesau) e o Centro de Controle de Zoonoses conscientizam a população por meio de folhetos explicativos. Denúncias também podem ser feitas a Zoonoses por meio do telefone 3561-1604.

Veja a matéria no site da Prefeitura São Vicente

SITE DA PREFEITURA
2018-01-22T08:32:53+00:00