Mais de mil já se formaram em curso de auxiliar de veterinária na Clínica Filetti

Mais de mil já se formaram em curso de auxiliar de veterinária na Clínica Filetti

Completando 30 anos de funcionamento, a Clinica Veterinária Filleti, uma das grandes referências do setor na Baixada Santista, também comemora o sucesso do curso de Auxiliar de Medicina Veterinária, pioneiro na Região. Ministrado pelo médico veterinário Eduardo Filetti, o curso já tem 15 anos e já formou mais de mil profissionais.

Filetti trouxe o curso para o Brasil após viajar para participar de um congresso na Suiça. “Fiz um curso de enfermagem veterinária na universidade e após isso montei um curso no Brasil”. Sua ideia prosperou. Com o aumento das clinicas veterinárias na Região, também cresceu a necessidade de profissionais preparados para lidar com animais.

“Antes, você tinha que ensinar tudo para este auxiliar. Aqui explicamos como conter o animal, preparar uma injeção, ter o carinho necessário. É umcurso dinâmico e atrativo, que traz uma carga de conhecimento muito grande”, conta Filetti. “Dessa forma, passamos a criar empregos, fornecendo essa mão de obra para as clínicas”.

Mas, se engana quem pensa quem faz o curso apenas quem quer trabalhar no setor. São alunos de 14 a 80 anos. “Tem pessoas da terceira idade que fazem apenas para cuidar melhor do seu cão, adolescentes para saberem se essa área é a aptidão deles, porque muitos se tornam médicos veterinários. Inclusive alguns trabalham com a gente. E tem também quem faz apenas para aprendizado, porque tudo é conhecimento”. O curso dura seis meses, com aulas duas vezes por semana.

Interessados em realizar o curso devem comparecer à Clínica Filetti (Rua Almirante Tamandaré, 271/273, Embaré, Santos) portados de documentos pessoais e comprovante de residência. Para mais informações, 3227-5770, 99711-5545, www.filetti.com.br ou filetti@filetti.com.br.

Filetti comemora crescimento da clínica, mesmo em meio a crise econômica

Há 15, 20 anos, só existiam escolas estaduais e federais de veterinária e só se formavam, em média, dois profissionais na Região. Aproveitando-se disso e com muito trabalho e dedicação, Eduardo Filleti aproveitou para consolidar o nome da sua clínica na Baixada. “Todo mundo tem talento, precisa apenas descobrir qual é. Mas todas as pessoas vencedoras precisam de dedicação, perserverança e acreditar no seu negócio”, diz.

Filetti diz isso porque instalou sua clínica em Santos, em um bairro pobre que é no Macuco, e trabalhou dois anos sozinho, chegando a perder 15 quilos. Depois, passou a contar com a ajuda do seu irmão, Celso Filetti, que também se formou veterinário. “Trabalhávamos dia e noite, muitas vezes de madrugada e fomos crescendo. Compramos o terreno do lado, construímos um prédio e ampliamos a clínica. Hoje, até o estacionamento é um diferencial. Não adianta ter uma clínica no Gonzaga e não ter um estacionamento”.

Orgulhoso pelo sucesso da clínica, mesmo em meio à crise financeira, o estabelecimento ainda ganhou outras novidades como atendimento 24 horas, raio-x e ultrassons de última geração, sala de internação, laborário e um hotel moderno com câmeras. “Hoje oferecemos toda estrutura e acabamos também dando suporte para as clínicas menores”.

As ações sociais em prol dos animais também é uma marca da Clinica Filetti. Ele implantará em breve o Espaço Filleti do Bem para tratar em horários menos movimentados os animais de rua. Ele é fundador de várias ONGs e vice-presidente da S.O.S Animais de Rua, que vai até áreas periféricas tratar de cães e gatos. “Sempre ajudamos de forma regrada e sempre respeitaram nossa capacidade. Tenho a idéia de criar uma PPP (Parceria Público Privada) para poder dar um suporte ainda maior para estes animais”.

Leia o Artigo no Jornal Vicentino

JORNAL VICENTINO
2018-01-23T11:07:47+00:00